Telefone:(11) 3885-6176 | 3887-5963

Toxina Botulínica

Toxina Botulínica

Toxina Botulínica na Odontologia

Na odontologia, a Toxina Botulínica é uma novidade. Ela ganhou fama nos tratamentos estéticos por retardar o surgimento de marcas de expressão, mas, quem diria, também minora dores e disfunções na mandíbula, além de deixar o sorriso mais bonito, sobretudo quando a gengiva aparece mais do que deveria. Estamos falando da toxina botulínica, mais conhecida por seu nome comercial ( Botox*) que, em pequenas doses, auxilia no combate a diversos problemas. Ela é conhecida no meio médico desde a década de 1960, porém, só há pouco mais de um ano ganhou espaço nos consultórios odontológicos do país.

Dra.Milene Russo Brankovic explica que no consultório odontológico seu uso é terapêutico e esses são alguns dos principais tratamentos em que ela é empregada:

Bruxismo e apertamento dentário

Nessas patologias o músculo mastigatório trabalha além da conta. No caso do bruxismo isso ocorre durante o sono, o que desencadeia o atrito entre os dentes (ranger) e como conseqüência causa desgaste dentário, dores tensionais que podem atingir cabeça, rosto, pescoço, ouvido e até ombros. Tratamento convencional: com placas noturnas, para impedir o contato entre os dentes. Vantagens da toxina botulínica: o método tradicional atrapalha o descanso. Com a toxina, isso não ocorre.

Dor Facial e DTM (Disfunção Temporomandibular)

Trata-se de uma sensação dolorosa provocada por alterações na articulação que liga a maxila à mandíbula (ATM- articulação temporo mandibular).A terapia convencional para DTM não é totalmente efetiva na maioria dos casos, então a toxina botulínica foi introduzida como uma alternativa terapêutica para esses pacientes, por ser um miorrelaxante potente e especifico, ela promove o relaxamento dos músculos mastigatórios, diminuindo a dor e possibilitando uma função mandibular apropriada.

Auxílio no tratamento ortodôntico de pacientes com mordida profunda.

Relaxamento da musculatura em cirurgias maiores com implantes e prótese imediata evitando sobrecarga.

Distonia oromandibular

Trata-se de movimentos involuntários (espasmos) dos músculos da região da mandíbula que produzem posturas anormais mandibulares bilaterais.

Sialorreia

Trata-se da produção excessiva de saliva. Através desse método, a aplicação da toxina é feita nas glândulas salivares reduzindo a quantidade de saliva e melhorando a qualidade de vida dessas pessoas.

Sorriso Gengival

É uma disfunção em que a gengiva é exposta excessivamente quando o indivíduo sorri. Tratamento convencional: por meio de cirurgia. Vantagens da toxina botulínica: é menos invasiva, sendo aplicada nos músculos responsáveis pelo sorriso, relaxando essa musculatura.

Por fim, a toxina revela-se uma excelente e confortável opção de tratamento, seja pela simplicidade de execução, pela efetividade, pela reversibilidade ou possibilidade de aumento de dosagem. Vale ressaltar que pode ser associada a outras modalidades de tratamento.